Inter decide pela permanência de Argel

Foto: Gazeta Press
Foto: Gazeta Press

A diretoria colorada decidiu pela permanência de Argel. Acho um erro, mas não me surpreende. Basta ver as decisões desta diretoria na área do futebol desde que assumiu o clube.

Um treinador deve ter além de resultados, um trabalho que deixe algum legado após a sua saída, uma ideia de futebol que possa deixar algo definitivo para o clube.

O Inter de hoje não deixa nada para o futuro. Na verdade, o clube se atrasou muito enquanto equipe de futebol. Conceitos antigos, métodos ultrapassados e nenhuma filosofia tática que represente o verdadeiro Internacional.  A filosofia hoje é a do acaso e do improviso. Ofensivamente não existe nenhum trabalho, quando é preciso agredir o adversário, o time de Argel não sabe fazer outra coisa que não seja jogar a bola para dentro da área.

Defensivamente, foi possível perceber em alguns jogos um padrão. Marcação intensa e constante, mas parece que era muito mais motivação dos atletas do que propriamente um modelo tático.

A decisão agora é de manter Argel, normal para uma diretoria que demitiu o treinador mais vitorioso da história do clube depois de ele conquistar o terceiro lugar no campeonato brasileiro e uma vaga direta para a Libertadores. Que contratou Diego Aguirre sem ter a menor ideia de como ele trabalhava. Que o demitiu para criar o tal “fato novo” na semana GreNal.

Não defendo a saída de Argel porque perdeu o GreNal ou pelos últimos maus resultados, é pelo conjunto da obra. Não o teria contratado, é uma questão de conceito de futebol.

11 Comentários em Inter decide pela permanência de Argel

  1. Em quase um ano a frente do Comando Técnico do Internacional, nada acrescentou. O Time não tem padrão de jogo, não tem jogadas elaboradas, não há mecânica de jogo. Como dizem aqui na fronteira, parece “time de quartel”, sem mecânica de jogo. Bola cruzada na área e sem centroavante de ofício é muito pouco.

  2. Um bom treinador com essa garotada estaria voando.
    Mas, o que dizer de um treinador que se submete às vontades da diretoria.
    Jackson, bom goleiro, para que queimá-lo? Que culpa teve no jogo contra o Botafogo?
    Desculpa a corneta, até porque o cara é bom jogador também, mas o “Dourado” depois que retornou, somente 1 ponto conquistamos. O treinador não percebe que perdemos o meio campo com ele?
    Estamos à mercê de bons jogadores sem ritmo, que estão sendo atirados aos leões para tentar suprimir a falta de planejamento tático do time !!!

  3. como o treinador do inter, costuma fazer comparações, vou fazer uma geográfica:o Argélico raposa é de Santa Rosa a xuxa também, imaginem o sucesso nacional dos dois.Ele no Inter e ela na TV.Muita ambição, muita arrogância e falta de conhecimento e muito deslumbramento.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*