Será que Argel sabe o que está acontecendo?

argel

A maior dificuldade para solucionar um problema é quando você não consegue identificá-lo. É o que parece estar acontecendo com o Internacional. Não sabia porque ganhava e agora não faz a menor ideia do porquê está perdendo.

Argel disse que o problema do time está no primeiro tempo dos jogos, na segunda etapa, segundo ele, a equipe cresce. Ora, esta é uma análise ingênua, o que vai acontecer no segundo tempo depende do que já aconteceu no primeiro, não tem como separar um do outro.

Como o Inter tem saído em geral perdendo as partidas, é natural que tenha de ir para cima depois do intervalo, como também é natural que o adversário recue para explorar o contra-ataque.

No GreNal, Roger decidiu deixar a iniciativa ofensiva para o Inter. Todo atrapalhado, com um sistema montado para não perder e não para ganhar, o time de Argel ia à frente de forma desordenada e cedia generosos espaços na sua defesa. A escalação dos três volantes sinalizou claramente o medo que o treinador estava do adversário e isto em geral é fatal numa partida de futebol.

E agora, o que deve fazer o Inter? Trocar de treinador? Minha opinião é clara, acho que Argel, mesmo ganhando o Gauchão, não conseguiu em momento algum fazer com que o Inter praticasse um futebol de qualidade. O Inter joga fora das suas características históricas. Verifiquem a história e irão constatar que nos grandes títulos colorados o Inter sempre teve uma equipe altamente técnica, com visão moderna e postura ofensiva. Esta forma atual de jogar nada tem a ver com o clube. Portanto, eu acho que a mudança se faz necessária.

Mas quero lembrar que esta direção vem errando no departamento de futebol desde que assumiu. Demitiu Abel Braga depois de ele conseguir o terceiro lugar no Brasileirão e a vaga para a Libertadores. Contratou Diego Aguirre sem a aprovação do presidente. Aguirre foi campeão gaúcho e semifinalista da Libertadores, na semana do GreNal foi demitido e o Inter levou 5 a 0. Depois de Aguirre, trouxe um técnico completamente diferente, deixando claro que não tinha nenhum conceito sobre o futebol do clube.

Confesso que os resultados de Argel me surpreenderam no Brasileiro. Era difícil explicar as vitórias coloradas com aquelas atuações medíocres. No Gauchão, contou com a arrogância e erro de planejamento do Grêmio, o que facilitou o caminho. Largou bem no Brasileiro, mas a rigor teve somente uma grande atuação, contra o Atlético-MG. Parece que agora a realidade começa a se impor.

Modernamente se diz que o time de Argel joga com bola longa, o que nada mais é do que chutão para frente pra ver o que acontece. Mas o problema não está só no treinador, o departamento de futebol não faz a menor ideia do que pretende como modelo de time, logo, tudo pode acontecer.

Mas como não se pode mudar toda a direção, é preciso pelo menos tentar alguma alteração que possa recuperar o time na competição. O grupo tem bons jogadores, mas nenhuma organização coletiva. Uma mudança no departamento de futebol como um todo pode trazer ideias novas e recolocar o Inter no caminho certo, pelo menos um caminho que respeite a história do  clube e sua filosofia de futebol.

 

11 Comentários em Será que Argel sabe o que está acontecendo?

  1. Nando o problema é nomes para substitui-lo, o que estão disponíveis o presidente já queimou em entrevistas, eu sugiro Vagner Mancini. Abraço Nando

  2. É isso mesmo Nando. Assistir aos jogos do time tem sido uma tortura, nao parece o Inter, nossos jogadores falham em fundamentos… hoje o Sasha perdeu gols que um cone faria, falta tranquilidade e certeza de que t futuro.. o Argel não permite isso..

  3. Parabéns Nando.Analise precisa e, modéstia à parte, igual a tudo o que tenho dito desde os primeiros jogos do Inter com Argel de treinador. Aliás, respeito Argel, mas não tem condições de treinar o Inter. Quanto ao Piffero, ele é um câncer pro Inter. Está ultrapassado e fazendo mal ao Clube por vários motivos, inclusive alguns muito estranhos. Não votei nele e me sinto à vontade pra criticar. Valeu Nando.

  4. Tudo bem, pode trocar o técnico, Mancini, Mário Sérgio (para o Guerrinha não ficar criticando todo o tempo!), mas E o Depto. de Futebol, irá ter mudanças? Perder é do jogo, mas tem que ter hombridade!

  5. Concordo com o Nando, e acho que poderíamos dar uma oportunidade para o Lisca ou trazer de volta o Clemer, qualquer um dos dois entendem mais de futebol do que o píffero, Argel e Cia….

  6. Mas que treinador virá, se no fim do ano tem eleições e o futuro é incerto? Teria q vir um q aceitasse um contrato de 6 meses e dp das eleições ter q ver com o presidente eleito se este técnico ficaria ou seria também substituído. Tá tudo errado. A segundona me preocupa.

  7. O Inter está jogando como time pequeno, joga para empatar. Dai leva um gol e sai desesperado atrás. Infelizmente a esperança de título se foi com estes últimos fiascos. Indicaria o Clemer como treinador conhece como poucos o pessoal da base e é um líder.

  8. Confere a história de que Argel está praticamente fora?
    Que o nome do Píffero é Vanderlei Luxemburgo? ou algum outro treinador estrangeiro? mas que ele está sozinho nesta?
    Por isto o motivo do presidente colorado nao ter dado entrevistas após o grenal?

  9. Vejo desespero quando leio nomes de Lisca e Vanderlei.Quanto ao Mario Sergio,esqueçam! Ele mesmo já disse inúmeras vezes que não quer mais ser treinador de time algum.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*