Uma nova seleção brasileira

tite

Quem colocou Tite como técnico da seleção não foi Marco Polo Del Nero ou qualquer outro dirigente da CBF. Tite foi uma imposição do povo brasileiro, que já pedia o treinador desde o fiasco da última Copa do Mundo.  Pra variar, os dirigentes não escutaram o clamor popular e Dunga assumiu debaixo de mau tempo, não por culpa sua, mas pela inabilidade dos homens que comandam o futebol brasileiro.

Tite chega como uma espécie de última esperança para resgatar o verdadeiro futebol nacional, se não for com ele, só nos resta buscar um treinador estrangeiro. Na sua estreia, já se pode ver que podemos acreditar no trabalho e na retomada no nosso bom futebol. Três a zero em cima do Equador jogando em Quito é um resultado que não deixa nenhuma dúvida.

Acredito que a vitória na Olimpíada já tenha criado um astral favorável e também ajudado Tite a definir a presença de Gabriel Jesus como titular no ataque e Marquinhos na zaga. Marcelo foi outro acerto de Tite, além do posicionamento de Neymar, que voltou a jogar bem e assumir o seu protagonismo na equipe.

O Brasil foi aplicado taticamente e ao mesmo tempo teve leveza para jogar, valorizando o que há de melhor no nosso futebol. Foi só primeiro jogo, mas já deu para sentir que a possibilidade é grande de esquecermos de vez os dois últimos anos e tratar de recuperar a nossa dignidade no esporte.

 

2 Comentários em Uma nova seleção brasileira

  1. Seleção Brasileira? Tirando Alisson (único estrangeiro do time), os outros 10 são ou tem origem em São Paulo, então é uma seleção Paulista não brasileira.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*