Uma pena o desfecho do caso Marcelo Hermes

marcelo hermes

Não gosto de me meter em salário de jogador de futebol. Cada um tem o direito de determinar o seu valor de mercado, mas é preciso dizer que o caso Marcelo Hermes, no momento, não é bom para nenhum dos lados.O Grêmio perde um jogador em ascensão e ele perde a oportunidade de firmar-se como titular numa equipe de ponta do Brasil.

O Grêmio divulga valores que não são desmentidos pelo representante do atleta, logo tudo leva a crer que os dirigentes gremistas estão falando a verdade. Uma pena.

Júnior me parecia bem mais promissor, mas com certeza tem sérios motivos para que não seja aproveitado. Marcelo Hermes não me chamava muito à atenção, mas nos últimos jogos evoluiu e mostrou-se uma opção importante para Roger, acredito que tinha boas chances de terminar a temporada como titular.

Ele poderá a partir do ao que vem seguir sua carreira e ter um grande futuro, mas que este afastamento lhe prejudica, não resta dúvida alguma.

9 Comentários em Uma pena o desfecho do caso Marcelo Hermes

  1. Trágico. Não sei como esta o mercado. Mas, pelo que li, a direção tem critérios bem definidos para renovação de jogadores da base. Certo ou errado, esta lá. Lamentável realmente para os dois lados. Mas o Grêmio aplicou seus critérios e o Marcelo Hermes pede o que acredita que vale. Simples assim. o Gremio não tem obrigação de manter no grupo um jogador que logo logo será do adversário. E o Marcelo Hermes vai lá e cumprir o que tiver que ser cumprido e depois vai embora para onde paguem o que ele pede. Ou não. Mas é o mercado. E, se a norma de renovação é essa, cumpra-se. Fim.

  2. Nos ajudou muito com os dois gols marcados no campeonato, mas fica nisso. Acho ele um jogador limitadíssimo, torcida do Grêmio se engana pelo fato de ter feito gol. O Marcelo Oliveira é muito melhor q ele e agora chegando esse argentino q faz a lateral esquerda também fechou todas. Daqui alguns anos o Hermes volta na arena vestindo a camiseta de uma chapecoense, ponte preta da vida.

  3. Será que o Marcelo não pode pedir o passe na justiça.Está ficando claro que o afastamento é porque ele não quis renovar.O jogador está cumprindo o que foi combinado no contrato atual. Muitas vezes o clube não quer renovar e o jogador tem que jogar até o último dia.

  4. O Kanemann, campeão da Libertadores 14, com passagem pelo México, enfim, uma contratação internacional, receberá 37 mil dólares por mês no Grêmio, cerca de 120 mil reais. Não tem como alguém que é reserva, bem mediano, assinando o primeiro contrato mesmo como profissional, já parte de 100 mil. Isso é impensável.

  5. Acho ele fraco, um bom reserva e nada mais. Não há nada de errado em ele recusar a oferta do Grêmio, assim como não há nada de errado do clube afastar ele. Cada um cumprindo com o seu papel e preservando seus direitos.

  6. Visto de longe, me parece, que o seu empresário cresceu o olho antes do tempo. O Marcelo, pelo que aparenta, é um rapaz de boa índole, e tem um desvelo pelo clube que defende, e isto é muito bom. Ele é jovem, e deveria se aconselhar com pessoas da família. Eu optaria pela filosofia oriental, que não se pode dar o passo maior que a perna, e procurar atingir os níveis desejados com o tempo, e com o aprimoramento natural do seu desempenho, pois o sucesso só vem antes do trabalho, no dicionário. Como jogador, eu o considero discreto e muito aplicado. É do tipo de atleta, que qualquer técnico quer para si, pela confiança, que lhe é sentida, e do tipo, que se adapta ao esquema proposto.

  7. Parece-me mais uma análise equivocada daqueles que aconselham o jogador. Já vimos muitos naufragarem na saída prematura para o exterior. O próprio Pato é um exemplo claro disso. Apesar de rico, é alguém que não amadureceu e perdeu as melhores oportunidades, apesar do talento. Poderia ter sido MUITO mais do que foi. Porém, existe outra verdade: há jogadores que não buscam se firmar como titulares ou ser reconhecidos como grandes, querem fazer bons contratos, badalar e esperar passar o tempo da carreira. Ao invés de ganhar 300 ou 400 no médio prazo, preferem os 100 a partir de agora, mesmo que isso implique em uma carreira de segundo nível. O problema é quando os 100 não passam de promessa.

  8. Alguns empresários tem o poder de LIQUIDAR carreiras. Maior exemplo: Assis, que com sua má índole e péssimo caráter, acabou com a carreira do Ronaldinho.
    Guardadas as devidas proporções, é o mesmo caso aqui. Esse menino poderia acabar o ano como provável titular de um time classificado para a Libertadores ou até mesmo campeão e seu salário e passe triplicariam de valor.
    Mas né…o imediatismo e o olho gordo dos empresários acima dos interesses dos jogadores mais uma vez acabando com uma promessa….

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*